Marketing

Unlearn: esqueçam os 4P’s e abracem os 4E’s

Salvador da Cunha
CEO, Lift World

Nas próximas semanas dedicarei alguns posts do blog a novas tendências que na minha opinião já marcam o marketing no presente e que se irão acentuar no futuro. A primeira é que temos de desaprender (unlearn) tudo o que aprendemos no passado sobre marketing e comunicação linear, assente na teoria dos 4P’s: Price, Product, Place e Promotion. Tudo isso está muito longe do que as pessoas procuram num mundo considerado cada vez mais intrusivo da privacidade dos consumidores.

Se o mix de marketing já não tem a ver com isso, tem a ver com o quê? O mundo digital pode dar-nos uma aproximação da resposta que queremos mas mais uma vez é necessário abrir a mente e pensar fora da caixa…

Quais os canais de comunicação – Próprios, Merecidos, Pagos, Sociais? Quais as mensagens – As queremos transmitir ou as que os nossos Stakeholders estão interessados em ouvir? Como integrar canais com mensagens por Stakeholder? Que sentimentos pretendo obter de cada um dos públicos?

Neste primeiro post vamos falar de sentimentos primários que as marcas vão querer provocar nos seus públicos. Ampla literatura internacional está a mudar o paradigma dos 4P’’s para o dos 4E’s. Os consumidores são pouco leais a marcas que não despertam sentimentos. Querem emoção, experiências, exclusividade e envolvimento (os 4E’s).

O que vende a Coca Cola? Felicidade. O que vende a Apple? Design e Status. O que vende a Nike? Auto Determinação. O território de cada marca é marcado pelo seu propósito e pela sua performance. O que a marca promete é o que a marca entrega.

E se os marketeers pensam que reputação é uma coisa cinzenta, desaprendam: reputação tem a ver com perceções que se consolidam com informação mas, sobretudo, com emoção, proximidade, sentimento de pertença e confiança. O que resulta dos 4E’s..

No vídeo que se segue, uma grande marca que não tem grandes mensagens institucionais para transmitir dá-nos uma pistas de como se pode fazer de maneira nada convencional… Ponha o som bem alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *